TV por assinatura ou streaming: Qual serviço vale mais a pena para você?

Há poucos anos, antes do sucesso dos streamings, a televisão por assinatura era o melhor negócio para quem queria ter mais opções do que assistir. Hoje, a situação é totalmente diferente, pois, ao assinar um serviço de streaming, o usuário tem ainda mais possibilidades de conteúdos, podendo escolher quando vai assistir cada programação.

Não é à toa, então, que os serviços de TV por assinatura estão perdendo clientes e fechando cada vez menos contratos. Só para você ter ideia, um levantamento divulgado pela Anatel em junho de 2021, revelou que as operadoras de TV por assinatura perderam, em média, 170 mil clientes por mês nos primeiros meses do ano.

Os números impressionam, com certeza, mas ainda existem mais de 10 milhões de brasileiros que contratam esse tipo de serviço, o que é uma quantidade pequena se considerarmos que nosso país tem mais de 210 milhões de habitantes.

O streaming veio para ficar

Nos últimos anos, devido à necessidade de as pessoas ficarem em casa por mais tempo, as assinaturas de streaming não pararam de aumentar. Um levantamento de 2021, divulgado pela Bare Internacional, mostrou que 47,5% das pessoas de todo o mundo afirmaram que estavam consumindo cada vez mais serviços de entretenimento.

No Brasil, esse índice foi ainda mais impactante: 61,6% dos brasileiros passaram a assinar serviços de streaming durante o período de isolamento. O motivo para esse sucesso é claro e fácil de ser compreendido: além da variedade de conteúdos, o assinante pode escolher quando e como vai assistir seus programas favoritos.

Diferentemente dos programas de televisão, que têm horário certo para a exibição, os conteúdos das plataformas de streaming são muito mais versáteis e podem ser assistidos quando o usuário puder.

Além disso, os canais de TV por assinatura sofrem duras críticas em relação à reprise da programação, que é considerada excessiva por muitos assinantes. No streaming, nada disso é um problema.

Streaming: um serviço cheio de vantagens

mulher assistindo conteúdo de streaming em um tabletOutro fator decisivo para o público tem relação com os comerciais, que incomodam os assinantes da TV a cabo e não fazem parte da maioria dos streamings.

Além da autonomia de escolha e da possibilidade de criar perfis para que cada membro da família veja seus estilos favoritos de conteúdos, o streaming é mais barato do que a assinatura de um serviço de TV a cabo.

É principalmente por essa vantagem financeira que, somente entre janeiro e maio de 2021, 800 mil assinaturas de televisão a cabo foram canceladas em todo o Brasil. Se você tem curiosidade de entender qual é a diferença de preços, confira os comparativos abaixo — esses cálculos podem variar conforme o município de cada usuário e, claro, de acordo com os planos de fidelidade:

  • Quanto custa, em média, a assinatura de um serviço de banda larga + o combo de vários streamings (Netflix, HBO Max, Disney+, Amazon Prime e Globoplay): Entre R$250 e R$300;
  • Quanto custa, em média, a assinatura de um serviço de banda larga + pacotes Premium da TV por assinatura (HBO, SporTV, ESPN, Telecine etc): Entre R$270 e R$400.

Olhando esses valores, fica fácil entender o número crescente de pessoas que desistem dos serviços de TV a cabo e apostam na contratação das plataformas de streaming.

Provedor de internet + serviço de streaming

Os provedores de internet já entenderam que o melhor negócio, quando falamos em serviços de streaming, é oferecer o serviço de banda larga em conjunto com a assinatura de uma boa plataforma.

É isso que os provedores parceiros da Watch Brasil fazem, pois, além das séries e dos filmes que atraem a atenção dos clientes, a Watch conta com diversos canais lineares, possibilitando que os assinantes tenham acesso à programação normal da televisão, mas sem a necessidade de contratar outras operadoras.

Nosso modelo de negócios é inovador justamente por permitir que toda a família encontre conteúdos interessantes, como noticiários ao vivo, reality shows, programas de culinária e desenhos infantis.

Assim, ao contratar o serviço de um provedor de internet que seja parceiro da Watch Brasil, os clientes conseguem resolver dois problemas de uma vez só e, no fim das contas, evitar gastos desnecessários com serviços que já não combinam com o perfil atual de consumo de conteúdo.

Entre em nosso blog e acesse os nossos textos que mostram como essa parceria entre os provedores e a Watch Brasil é sinônimo de sucesso.

Veja também